Quem somos

Quem somos

O Instituto Positivo (IP) foi criado em setembro de 2012 como o principal marco comemorativo dos quarenta anos de fundação do Grupo Positivo. Alinhado à estratégia de Sustentabilidade e em consonância com a principal vocação do Positivo, o Instituto assume a Educação como seu principal eixo de atuação.

Temos como missão atuar em favor da melhoria da qualidade da Educação pública, por meio do incentivo ao Regime de Colaboração, um modelo estratégico de cooperação entre os entes estados, municípios e união, que estimula o trabalho em rede e a troca de experiências. Para tornar isso possível, adotamos o Arranjo de Desenvolvimento da Educação (ADE) como metodologia que favorece o trabalho colaborativo entre Secretarias de Educação de municípios próximos geograficamente. Os participantes do ADE se apoiam mutuamente para colocar em prática ações estratégicas com o objetivo de avançar na melhoria dos indicadores da Educação.

Na prática, o IP articula, promove e dissemina iniciativas que contribuam para o aumento da qualidade da Educação básica, direcionando o Investimento Social do Positivo em duas frentes:

  • Fortalecimento da cultura de cooperação intermunicipal por meio da implantação de Arranjos de Desenvolvimento da Educação
  • Produção e disseminação de conhecimento voltado ao Regime de Colaboração

Atuar na área em que o seu mantenedor tem maior experiência foi uma decisão baseada em profundas reflexões sobre como os resultados do Investimento Social Privado poderiam ser potencializados. A competência adquirida ao longo da trajetória do Positivo é um ativo à disposição do Instituto, possibilitando-lhe mobilizar a rede de parceiros, facilitar diálogos e estabelecer parcerias com profissionais especializados.

História

O Instituto Positivo  foi criado em 2012 para gerir o investimento social do Grupo Positivo, em favor da comunidade. Em seus três primeiros anos, o IP desenvolveu inúmeros projetos e campanhas, abrangendo as áreas de Educação, Meio Ambiente e Voluntariado.

Em 2014, após uma consulta aos públicos de relacionamento do Grupo e do Instituto, o foco da atuação passou por transformações. Para responder às expectativas desse público, o Instituto deveria passar a contribuir com a melhora da qualidade da Educação Pública brasileira.

Em 2015, adotamos o incentivo ao Regime de Colaboração por meio dos Arranjos de Desenvolvimento da Educação (ADEs) como principal foco de atuação. Optamos por participar da implantação de ADEs, no papel de facilitador e mentor técnico da metodologia, prestando apoio para a mobilização do grupo de secretários e suas equipes técnicas, na elaboração do diagnóstico territorial, das metas, do plano de ação e do monitoramento e avaliação das inciativas.

Em 2017, além de manter o apoio à implantação de ADEs, passamos a produzir e disseminar pesquisas e informações, a fim de que mais municípios brasileiros possam ter informações sobre como se organizar em Regime de Colaboração, potencializando as ações cooperativas em prol do aumento da qualidade da Educação.

Governança

O Instituto Positivo, caracterizado como uma organização da sociedade civil de interesse público (OSCIP), é administrado por um Conselho de Governança, composto pelos executivos que dirigem as empresas e unidades Educacionais do Grupo Positivo. São esses conselheiros que definem e direcionam as políticas de governança e a estratégia do IP.

Outros três conselheiros externos, com ampla experiência no campo da Educação Pública e do terceiro setor, compõem o Conselho de Governança na figura de conselheiros consultivos. Eles agregam conhecimento e contribuem para o enriquecimento dos debates e análises.

O Instituto Positivo também conta com um Conselho Fiscal, que tem a responsabilidade de analisar e opinar sobre os relatórios de desempenho financeiro e contábil, bem como sobre as operações patrimoniais realizadas, emitindo pareceres ao Conselho de Governança.

A equipe de Gestão do Instituto é composta por uma Diretoria Executiva e por uma equipe de profissionais especializados, responsáveis pela condução das ações planejadas.